30 de dez de 2013

Minha História com a Ansiedade e o Blog


Oi gente!

Algumas empresas já me procuraram com intuito de firmar parceria, oferecendo  materiais para divulgação sobre a ansiedade acreditando que o blog aborda assuntos sobre a mesma, mas essa não é a temática do blog. Então resolvi prestar alguns esclarecimentos.

Não gosto muito de me expor e falar da minha vida, quem me acompanha já deve ter percebido que dificilmente "dou as caras" por aqui e sempre que me perguntam sobre o nome do blog, eu respondo de maneira superficial, mas hoje decidi abrir meu coração. 

Sempre fui uma pessoa super ansiosa, mas isso nunca me impediu de trabalhar, de passear, de me divertir ou de fazer novas amizades. 

Depois que minha filha nasceu as coisas começaram a mudar e eu nem percebi. Meu instinto de protegê-la era demasiadamente exagerado (fui redundante, eu sei, mas não há maneira melhor de definir esse sentimento). Como toda criança, ela começou ficar doente com frequência (não era nada grave) na maioria das vezes problemas na garganta, febre, mas pra mim, era o fim do mundo, eu simplesmente não conseguia lidar com a situação.

Com o tempo eu me tornei uma pessoa reclusa e depois comecei a ter dificuldades de me relacionar com outras pessoas, passei a evitá-las, me sentia inferior, chorava muito, não queria mais levantar da cama, perdi o interesse por coisas que antes eu adorava fazer, tinha vergonha do estado em que me encontrava, me sentia culpada, sofria com tremores, dores fortes no peito, medos infundados, um peso enorme sobre os ombros, ondas de calor, minha cabeça parece que latejava/queimava o tempo todo, perdi o controle dos meus pensamentos, ficava várias noites sem dormir, perdi cabelo (é gente, fiquei careca, não foi uma grande área, então dava para disfarçar) não conseguia mais tomar pequenas decisões, me concentrar, me alimentar e por fim, acabei emagrecendo 7 kg em apenas 15 dias.

Inicialmente, as pessoas demonstram solidariedade, mas quando veem que a doença não passa, começam a te taxar de louca, de fresca, alegam que isso é "doença de rico" ou começam a te indagar o porquê de tudo isso. Então, para não ter que dar explicações ou ter que fingir (o que era um verdadeiro fardo para mim, pois a minha própria aparência me denunciava), comecei a me isolar, evitar contato, a criar barreiras e me habituar a um mundo exclusivamente meu. Não conseguia conviver nem com os familiares mais próximos, temia ser julgada por algo que eu não conseguia compreender e muito menos controlar.


Aos olhos dos leigos os problemas até poderiam passar despercebidos, mas quando era inevitável sair de casa,  por exemplo quando  a Júlia ficava doente e eu tinha que levá-la a pediatra, eu não conseguia ficar até o final da consulta, não conseguia conter o meu nervosismo, tinha que chamar meu marido para acompanhá-la e depois que eu deixava o consultório a médica perguntava: "Ela tem algum tipo de problema???" 

Mesmo sem querer aceitar, percebi que havia chegado a hora de procurar ajuda profissional.

Não conseguia encontrar médicos na minha cidade, então comecei a frequentar consultórios no estado de SP,  tínhamos que viajar, meu marido faltava no trabalho para me levar, as consultas eram caríssimas e as vezes ficávamos o dia todo aguardando para que eu pudesse ser atendida. A Júlia ainda era pequena, isso me fazia sentir ainda pior, pois ficava apreensiva pensando que ele poderia perder o emprego por minha culpa.

Como não conseguia sanar o problema troquei de médico por diversas vezes e passei por inúmeros terapeutas. Geralmente os medicamentos receitados demoram para fazer efeito, e em cada troca de profissional (iludida de esperança), eles falavam mal do médico anterior e consequentemente trocavam meus remédios, e eu, sem sinal algum de melhora. 

Depois de mais de um ano e meio de tentativas frustradas, encontrei um médico da rede pública na minha cidade e resolvi tentar a sorte, pois não precisaríamos mais viajar, mas quando você não PAGA (no sentido conotativo, porque eles são pagos com o dinheiro do povo, nosso dinheiro) o tratamento é totalmente diferente, você é taxada de mentirosa, pois esse tipo de profissional prefere encher a boca para dizer que tem 30 anos de carreira/experiência do que aceitar que não acertou UM diagnóstico e tentar ajudar o paciente.

Comecei a tentar preencher meus espaços vazios, tirei minha habilitação (pois diziam que isso me faria bem), a praticar exercícios físicos (para liberar serotonina, rs), fazia meditação, fiquei viciada em maquiagem, gastava todo meu salário por minutos de bem estar, pois acreditava que eu poderia ficar mais bonita, mas tudo era momentâneo. Para mudar os ares, arrumei um novo emprego, não consegui lidar com as pressões, perdi o emprego. Sofri um acidente terrível de carro, minha mãe foi diagnosticada com câncer, a Júlia ficava bem durante uma semana e doente por 15 dias. Por fim, depois de muito refletir, em um momento de desespero, criei o blog.

Atualmente não tomo mais remédios, acabei parando por minha conta e risco. Não nego que foi um impasse, pois mesmo sem resultados, eu tinha medo de não conseguir ficar sem os medicamentos, sofri demais, mas fui forte. Não foi correto da minha parte, mas não consegui um tratamento adequado, e se com o auxílio dos remédios eu não obtive melhoras, não vi sentido em continuar me "intoxicando" com drogas tão fortes.

Ainda passo noites em claro, continuo com grande parte dos sintomas e infelizmente ainda não aprendi como lidar com eles. Apenas tento suportá-los.


O pior de tudo, é que até hoje não tenho um diagnóstico concreto, sei o que sofro de transtornos de ansiedade, fobia, depressão, mas nunca soube exatamente o que eu tenho. Quando pagava pelas consultas, sempre tinha que esperar a próxima (R$) para receber o diagnóstico e quando era "gratuita" eu estava inventando sintomas. 

Passei por momentos muito difíceis e se você ou alguém próximo estiver passando por situação parecida, procure ajuda. 

Se você tirou alguns minutos do seu tempo e leu até o final, todos os motivos acima me levaram a criar BLOG ANSIEDADE FEMININA...

Esse post encerra o ano 2013, quero agradecer a todas(os) que passaram por aqui e deixaram comentários carinhosos ou mesmo só para dar aquela espiadinha. Nos vemos no ano que vem, com a esperança de que tudo será melhor não só para mim, mas para todos nós. 


Que 2014 seja um ano abençoado e nos traga muita paz!!!






49 comentários:

  1. E fechou com chave de ouro!!!
    Anny, pelos seus posts sempre vem humorados nunca imaginei que passou por tantas situações difíceis. Ser julgada por pessoas e pelo próprio médico, sua mãe e e filha doentes, acidente de carro, teve forças para parar com os remédios sozinha. Acho que qualquer pessoa adoeceria. Você uma guerreira! Tenho certeza de que vc tem um belo futuro reservado.
    Seu texto foi lindo e emocionante.
    By Sophia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sophia suas palavras também me deixaram emocionada, muito obrigada pelo carinho e apoio. Tenho sim esperança de que tudo dará certo um dia.

      Feliz 2014!

      Excluir
  2. Amei o texto , parabéns .

    Estou seguindo , pode visitar meu blog e se gostar pode seguir de volta .

    Mil beijooos http://blognao-permito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nossa, Lidi, que barra, viu? Fiquei muito comovida com a sua história. Nem sei o que dizer a não ser que vc tenha fé em Deus, pois Ele sabe o que se passa em nossos corações. Ainda bem que vc melhorou um pouco, mas não desista, viu? Mais uma vez se apegue a Deus. Ele sabe de toas as respostas. Que descaso desses médicos, né? Já vi muita gente se passando por mentirosa na frente dos médicos, como vc disse eles alegam que a pessoa não tem nada. Enfim, às vezes é preciso tomar decisões sozinha e acho que o que vc fez foi bem melhor em relação aos remédios. Desde já te desejo um Feliz Ano Novo. Bjoks
    --> Lady Bel <--

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Roberta! Antes de tudo obrigada pela visita e por seu comentário.
      Fui humilhada por esse médico várias vezes, até que decidi dar um basta, me livrar de remédios que não me ajudavam em nada, de incômodos e principalmente dele (aquele mala arrogante,kkkkk). Não melhorei totalmente, mas me sinto livre.
      Volte sempre, vou te aguardar por aqui.
      Feliz ano novoooo!

      Excluir
  4. Anny minha amiga!!
    Eu sei bem o que é tudo isso e te entendo perfeitamente,pois alguns dos sintomas da ansiedade generalizada e depressão me acompanham,mais agente tenta levar ou ao menos ter uma vida normal.
    Criar o blog é algo como se fosse uma valvula de escape pois nos leva a conhecer tantos mundos diferentes tantas pessoas legais,fazer novas amizades e isso nos deixa feliz e realizadas a cada conquista que conseguimos seja quando aumenta o número de seguidores o conseguimos fechar uma parceria.
    Então assim nos esquecemos dessas doenças que aparecem do nada para nos atormentar,nos tirar do sério perder o controle de determinadas situações.
    Parabéns a você por ter coragem de compartilhar conosco sua história de vida.
    Amiga querida você não está sozinha Deus é contigo que seu 2014 seja de muitas bençãos e Vitórias!!
    http://detudoumpoucosil.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei que vc entende Sil. O blog foi, e é de grande ajuda para mim. Realmente pequenas coisas nos trazem a alegria que foi perdida com acontecimentos ruins.
      Mt obrigada por estar sempre presente tanto aqui no blog, quanto em minha vida (mesmo que distante)

      Excluir
  5. Vim conhecer seu cantinho, amei e já estou te seguindo :)

    Lidiane, já passei por momentos difíceis também com depressão e ansiedade e os médicos sempre diziam que era coisa da minha cabeça. O que me fortaleceu, foi a fé que tenho em Deus, que é o médico dos médicos. Estou aprendendo a lidar com as situações do dia a dia e crendo que Deus sempre terá o melhor pra mim, pois Ele é pai. Como disse a Roberta, se apegue a Deus, pois Ele é o único que nunca vai nos abandonar e sempre vai nos amar incondicionalmente.

    Lá no meu blog, posto sempre uma mensagem com o título "Para Refletir", dê uma olhadinha, compartilhar essas mensagens me faz muito bem :)
    Feliz 2014!

    Venha me visitar é fique a vontade, beijinhos ;*

    http://noostillo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raíssa, vc não sabe o quanto seu comentário (e das outras meninas) me fizeram bem!
      Ganhei o dia!
      Já fui te visitar e me tornei sua seguidoras.
      Felicidades! Espero que volte sempre.

      Excluir
  6. Lidi que situação. li com muito carinho sua história.Não é fácil não ter a devida atenção quando mais se precisa né?Amiga eu te entendo e digo que vc está no caminho certo, há momento difíceis na vida, uns bem tristes,mas existem os que fazem ela valer a pena, apegue-se a esses e quando estiver muito difícil ore mais ainda,pedindo um alívio,procure uma amiga de confiança, desabafe,peça colo,ajuda muito.Se precisar pode contar comigo!! Que 2014 seja um ano melhor pra todas nós!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Giselle, por suas palavras tão doces!
      Um dia verei essa fase como um grande aprendizado.
      Em 2014 colheremos bons frutos!
      Bjão.

      Excluir
  7. Lidi, é praticamente impossível no mundo em que vivemos hoje, com tantos afazeres, pressões, novas responsabilidades, obrigações e afins agente permanecer inabalável. Surtamos e nós mulheres ainda temos um agravante que é o de 'manter' a família e a saúde dos nossos intáctas, coisa que não conseguiremos nunca, dai como isso é impossível a sociedade nos culpa e nos deprimem ainda mais, pois somos relachadas, não sabemos ser boa mãe ou boa esposa.
    Eu também já tive duas crises de depressão no passado e confesso que para mim foi um aprendizado, procurei ajuda pisiquiátrica, pois meu caso necessitava também de alta medicação, havia passado por problemas grandes e rejeição (da minha cabeça), mas eu sei que você sabe que nosso cérebro comanda nosso corpo. Fico bem sentida com seu caso amiga, pois ainda não esta completamente livre dos sintomas, mas mantenha o pensamento sempre positivo, isso ajuda muito e nos deixa mais serenas e menos ansiosas.

    Para o que der e vier, estarei sempre aqui!!!!!

    Bjokas
    Alê Leca
    Comunidade da Beleza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É amiga, são muitas cobranças. O pior é que realmente grande parte dos problemas a gente que cria, mas não consegue perceber e muito menos eliminá-los. É difícil, mas um dia tudo vai passar, só não sei quando.
      Obrigada pela força minha super amiga!!! ♥♥♥

      Excluir
  8. Também vejo a blog como uma terapia, fico contente que consiga lidar com seu problema sem, como vc mesma disse, se intoxicar com medicamentos. Desejo que em 2014 você consiga melhorar cada dia mais e superar quaisquer que sejam os desafios.

    Beijos
    Gaby do Blog ~> BelezaNaMedida.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O blog me ajudou mt nesse período, acho que é por isso que gosto tanto dele. (Apesar de que em alguns momentos ele me deixa frustrada, kkk)

      Obrigada, vou superar sim!
      Feliz 2014!!!

      Excluir
  9. Eu também vejo meu blog como uma terapia... criei em um momento difícil, quando eu não saia mais de casa, não tinha amigos e não me achava bonita. Hoje, consegui superar muitas coisas, por exemplo, o medo do meu corpo. Eu não me aceitava e ainda é difícil, mas lido melhor com a situação. Achei alguém que gosta realmente de mim. É lógico que ainda tenho muitas preocupações com a minha vida e com meu futuro e isso me deixa chateada ás vezes. Mas você superou bastante seu caso. Tenho uma enorme vergonha dos médicos que te atenderam; eu sou apaixonada pela área da saúde e serei médica. Mas acima de todo o dinheiro, de todo o trabalho, vem o paciente: o paciente que está ali, sentado na sua frente, precisando da sua ajuda. E é isso que importa. Alguns profissionais se deixam levar pelas coisas fúteis, coisas que não devem ter tanta importância. Hoje, você é capaz de se sentir melhor e espero que em 2014 tudo melhore para você. Beijo!
    segredos-de-moda.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andreza, que legal que vai ser médica!
      O problema de alguns profissionais é que se esquecem que são pessoas lidando com pessoas, visam apenas o dinheiro e o status. Ter alguém que te ama e te aceita já é um grande salto para a melhora.

      Bjos, muito obrigada por comentar, em breve vou te visitar!
      Mt sucesso!

      Excluir
  10. Oi, li todo seu texto e fiquei comovida.
    Por ter pessoas na família com problemas parecidos, entendo tudo que passou ou tá passando.
    Fiquei admirada com sua decisão não deve ter sido nada facil, pq esses remédio causam dependência. Quanta coisa dolorosa vc enfrentou, e não ligue para as pessoas, vc não é fresca, quem escolhe passar por tudo isso? Ficar sem dormir, com dor, com medo. Ninguém quer. Não se sinta culpada, se sinta vitoriosa, pois vc pode não ter melhorado completamente, mas é um exemplo de superação.

    Bjos do Feminino Moda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, o jeito é continuar lutando. ;)
      Bjão!

      Excluir
  11. Realmente fechou com chave de ouro!!! Parabéns!!!!! Em 2014 estaremos juntas novamente. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu amiga linda! Pode ter certeza de que estou contando com isso.

      Excluir
  12. Olá Anny, vim retribuir a visita em meu blog e fiquei muito comovida com o seu post, tenho pessoas na família que passaram exatamente o q vc passou mas felizmente foram diagnosticadas com facilidade.
    Eu tb várias vezes tive crise, mas ainda bem que existe o blog em nossas vidas, não é mesmo? kkk
    Bom já ganhou uma amiga e seguidora, seu blog é muito lindo.
    sucesso!
    bjão
    www.olhinhosdacaju.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Carolina. É verdade o blog ajuda muito a ocupar a mente.
      Seja bem vinda e volte sempre!

      Excluir
  13. Eu já tive depressão, e como é complicado as pessoas se afastam acham que é frescura, sou muito ansiosa, mas nada fora do comum!
    Feliz 2014!
    Beijoss
    Lily’s Nail

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei bem como é se sentir sozinha no momento em que mais precisa das pessoas, mas serve pra ver quem são os verdadeiros em nossa vida.

      Excluir
  14. Nossa Anny, isso é muito chato!
    Esse ano, depois que larguei a faculdade, passei por algo parecido, não posso dizer que fosse depressão, porque não cheguei a ir ao médico nem nada, mas estive muito tempo dentro de casa, sem querer sair com ninguém e me focando no blog para não pensar nos meus problemas, mas graças a Deus e ao meu incrível marido, já estou bem melhor!
    Acho que você está sendo muito forte e seu marido também parece ser um homem de verdade, desses que apoiam a esposa quando ela mais precisa, sinta-se honrada em ter alguém assim do seu lado.
    Tente pensar no lado bom da vida e que ela é única e muito curta para vivermos sofrendo, é isso que eu faço e tem funcionado comigo, espero que funcione com você também.
    Beijinhos e feliz 2014!


    Prioridades Femininas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lud, na verdade ele é a única pessoa no mundo que sabe exatamente tudo que eu passei e está firme e forte do meu lado, nem meus pais sabem, ou melhor, eles sabem o que eu fiquei mal, mas nem fazem ideia de que eu não melhorei. As vezes quando fico triste e digo que vou desistir do blog ele me diz: "Calma, você está doente e confusa, NÃO VAI DESISTIR, POIS O BLOG É O QUE TE MANTÉM DE PÉ".
      Você tem toda razão temos que pensar positivo e "Vamu q vamu", rsrs

      Excluir
  15. Gostei de conhecer um pouco a sua história de vida, quando a gente se conhece virtualmente nem sabemos o que a pessoa do outro lado passa né?
    Mas saiba que irei colocar vc em minhas orações, para que isso passe logo!
    Tenha um ótimo e abençoado ano de 2014.
    E saiba que gostou muito do seu blog!
    Bjs e fique com Deus.
    janamakesesmaltesecia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Jana!
      Ore por mim e fico contente em saber que vc gosta do meu cantinho.
      Bjos

      Excluir
  16. Olá Anny!
    É muito bom conhecer um pouco mais de você e saber que você é uma pessoa guerreira e corajosa ao ponto de assumir publicamente uma fraqueza e ainda demonstrar tanta força para vencê-la.
    Sabe eu também fui assim e tomei remédio controlado por 10 anos até que um dia descobri que estava grávida da minha filha(que hoje tem 8 anos) e decidi parar de tomar. pois sabia que poderia prejudicá-la de alguma forma se continuasse a tomá-lo.
    E nesse período de gestação conheci Jesus que mudou minha vida. Ele me deu a minha família maravilhosa e hoje sou casada e tenho mais uma filha(de 3 anos).
    Sou muito Feliz e realizada. A Fé foi uma alavanca para eu sair do fundo onde eu me encontrava.
    Tem Post Especial hoje no meu blog. E eu convido você e seus queridos leitores para virem visitar e ficar a vontade para comentar caso queiram.
    Beijinhos amiga e Feliz Ano Novo pra você e para os seus leitores!
    http://dulcineiadesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelas palavras Dulcinéia. Vc está coberta de razão!
      Vou te visitar sim, agora mesmo!!!
      Bjos e felicidades

      Excluir
  17. Oi Anny
    Imagino perfeitamente como deve ter sido difícil superar esse problema. Pode acreditar que li o post até o fim, e agora que sei o que o Ansiedade Feminina representa para você, quero sempre poder participar para que você se motive ainda mais.

    Boas festas e um ano novo repleto de felicidades!
    Beijos
    http://girls-likeit.blogspot.com.br/2013/12/retrospectiva-2013.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, pode ter certeza de que conto com vc! Volte mesmo, hein!
      Felicidades pra vc também linda!

      Excluir
  18. Meus Deus, não te conheço mas fiquei chateada com o relato. Já tive depressão forte, síndrome do pânico e a ansiedade atacou muitas vezes. Você conhece o traço de personalidade (não é doença nem defeito) chamado Pessoas Altamente Sensíveis? É confirmado e aceito pela psicologia atual, sabendo disso se somos ou não podemos melhorar em muito nosso padrão de vida.
    Tente não gastar dinheiro para se sentir melhor pois felicidade não se compra, invista em yoga, meditação, exercícios realmente são maravilhosos e eu sou vegana e ajudou demais pois a vibração do sofrimento nos atrapalha muito. Visualize também uma vida melhor, do jeito que você queria ser, mas se aceitando como se é.

    É uma pena que as pessoas acharam isso de você, só mesmo passando por isso para se entender...que coisa mais chata. Mas os verdadeiros amigos sempre ficarão...

    Espero que seu 2014 seja mais feliz...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem já passou por algo parecido entende, muito obrigada pelos conselhos.

      Eu também tenho esperança que 2014 será melhor.

      Beijos

      Excluir
  19. Que triste tudo o que você passou, mas que bom que o blog está te ajudando!
    Já estou te seguindo :)
    Feliz 2014 e muito sucesso pra você!

    http://colorful-mushrooms.blogspot.com.br/

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  20. Você já tentou rezar mais? Se você ainda não conseguiu ajuda médica, procure ajuda de Deus. ♥

    Twitter Blog
    - xoxo –

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu até rezava, mas como o tempo e com tanta coisa ruim acontecendo, passei a questionar a minha fé...

      Excluir
  21. caraaaaaaaa eu amei seu texto li sim ate o fim, que barra vocÇe passou heim, com essa "depressão" já que não teve diagnostico... eu tb sou um pouco anciosa, mas no normal... Que bom , fico feliz de coração que vc ta superando isso,e q o blog te ajudou de alguma forma *-*
    Feliz 2014 , que todos os seus sonhos se realizem e vc alcance todos seus ideais. Deus abençoe!!!!

    Bjuuu
    Juliana Medeiros
    umabonecamasnaodeporcelana.blogspot.com.br
    facebook.com/UmaBonecaMasNaoDePorcelana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada linda, o blog foi e é de grande ajuda!
      Bjão

      Excluir
  22. Oi flor, vc já tentou uma terapia chamada constelação familiar?
    As vezes a gente só descobre as causas da ansiedade com terapia.

    ResponderExcluir
  23. Oi flor, vc já tentou uma terapia chamada constelação familiar?
    As vezes a gente só descobre as causas da ansiedade com terapia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, nunca tinha ouvido falar, mas toda dica é bem vinda. Estou lendo a respeito no Google. Mt obrigada.

      Excluir
  24. Oiiiiiiiii sinceramente isso lembra depressão,mas como não sou médica né,não posso lhe dar um diagnóstico e sim achómetro kkkk,mas o importante é que vc esta aí com gente preenchendo a sua mente com algo bom,não se viciando em drogas e o negócio é orar e buscar ajuda em Deus,existe coisas que só ele é capaz de fazer por nós,o combustível do Cristão é a fé , força mulher bjs
    http://www.simonebastos2007.com/

    ResponderExcluir
  25. Oi Lindona ,tirei algumas horinhas para ler um pouco mais sobre seus post , parei aqui neste ,é vivi tudo que tenho passado nestes últimos dez anos da minha vida ... também tenho síndrome do panico ,depressão , as vezes vontade de desistir de tudo , tomo remédio controlado ,é mesmo assim meu sono não é de qualidade . O medico me disse que pessoas protetoras demais desenvolvem com mais facilidade este problema ... mais como não preocupar com pessoas que amamos tanto?? Gostaria de saber a resposta . Não consigo ficar sem os remédios ,mesmo praticando atividade física, oro é peço a Deus para voltar a ser como uma adolescente sem problemas . Sou testemunho me ajudou muito , a não me sentir tão só .. Beijuuus no core

    ResponderExcluir
  26. É amiga, realmente é mt difícil e só quem passa pelo problema vai entender.
    Fico contente que tenha ajudado, mesmo que seja só um pouquinho, pois vc é mt especial para mim. ♥

    ResponderExcluir

Não deixem de comentar!

Suas visitas em retribuição ESTÃO GARANTIDAS.

Se quiserem seguir o AF, DEIXEM O LINK para que eu possa encontrar vocês e retribuir o quanto antes.

Atenção galera do "Lindo, "Adorei as dicas", "Amei" e afins, NÃO vou retribuir esse tipo de comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...